Slider 5
1 2 3 4

O que se passa aqui dentro?


Amor: Ao se apaixonar, automaticamente você entra em uma fase diferente de tudo que já experimentou antes. Cada paixão tem uma intensidade, uma maneira de te controlar. Mas saiba que não são tudo flores, como pode parecer. Com o amor você vai do inferno ao paraíso, experimenta o sabor do mel, mas, com certeza, sentira a dor da picada da abelha. É uma mistura que você não consegue ver, apenas sentir. Te amo não é bom dia, afinal amar alguém não é simplesmente gostar. O amor exige mais de nós mesmos do que podemos imaginar. Viver amando é viver sorrindo. Existem vários tipos de amor e várias maneiras de se amar. Existem amores que se entende só com o olhar ou aqueles que começaram por se odiar. Existe amor egoísta e existe aquele que aparece sem deixar nenhuma pista. Cada amor é um amor. Cada um tem seu sabor, cada um tem sua intensidade. Amor que é amor nunca acaba de verdade. Ele encontra um lugar dentro do coração de quem se ama, e fica ali esperando a hora certa para voltar. Existe também aquele amor que te faz chorar, que aperta o peito devagar até ficar difícil respirar. Amor que te deixa sem ar. Amor que dura bem mais que uma vida. Existe o amor de jovem que às vezes não é correspondido e o final é sempre o mesmo: um coração partido. Existe amor que dói com a partida, bem mais que uma ferida. Tem amor que nunca cicatriza. Amor que se eterniza. Nunca quem ama tem o controle do amor. Ele é mais forte que a razão, do que é certo ou não. Existe o amor que comete erros, mas também existe o amor que perdoa. E, afinal, perdoar ainda é bem mais fácil que esquecer.
Ódio: O ódio para mim é o mais falso dos sentimentos. Ele nos engana sem pena alguma e faz com que nós, percamos todo o nosso controle. Em seguida a uma briga amorosa, ele pode significar um amor não resolvido. E, em outra garota pode significar inveja… E então? Quer sentimento mais complicado que esse? A vontade de matar muitas vezes tem outros significados. O ódio não é o oposto do amor, como todo mundo diz. O oposto do amor é a indiferença. Se você odeia você ainda se importa.
Inveja: Esse é um sentimento que quase todas nós sentimos, não adianta dizer que não. Acontece com você, não tente desmentir, porque eu sei que é mentira! Não tente se enganar. Eu sei que seu cabelo não é tão liso quanto o dela e que você não tem a pele tão lisinha assim. Sei que não contou pra ela sobre aquela promoção, porque sabia que a roupa cairia muito melhor nela. Isso é pecado, eu sei, nós sabemos. Mas a inveja de certa forma é uma maneira de elogiar. Porque quando sentimos inveja, mostramos que o outro nos agrada, nos agrada de tal maneira que nos queremos igual. Só não gosto da inveja que humilha. Eu, por exemplo, às vezes me sinto mal por estar rodeada de pessoas assim. Mas quando penso melhor… É como diz aquela frase: Falem bem ou falem mal, mas falem de mim.
Saudade: Esse sentimento não faz parte de um dos pecados capitais, mais em excesso pode enlouquecer você. Ele é a mistura de falta com a lembrança, de ausência com angustia. É tudo aquilo que aperta dentro do seu peito. A saudade pode ser gerada a partir de muitos motivos. Distância: não poder tocar e olhar nos olhos e assim as letrinhas do MSN se tornam insuficientes.
Morte: quando a única certeza que temos passa ser nosso pior pesadelo. O fim… Quando a vontade de voltar no tempo toma conta de nossa mente… É complicado falar de saudade, pois só passamos a entendê-la quando a sentimos. E ela nem sempre é negativa. Muitas vezes, no momento da falta, nos mostra o valor daquilo que queremos, mas não temos. 

1 comentários:

  1. Nossa, adorei esse post! Vamos do amor ao ódio em questão de segundos! Ás vezes amamos tanto, sofremos por esse amor e a outra pessoa parece ter prazer em nos machucar! E tomamos uma decisão, contra a nossa vontade, e deixamos esse amor de lado para que nosso sofrimento acabe!!!

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário!
Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
29 anos
31 anos, Mãe de duas Princesas, Maquiadora, Casada, Viciada em makes e afins e adora escrever!
 
By Iâni Naíra